Organização é tudo na vida e com a alimentação não é diferente!

A maioria das pessoas sabe o que fazer, mas não consegue colocar em prática por falta de tempo, cansaço ou falta de clareza por não saber como organizar a rotina. É muito difícil você permanecer no foco se não souber o próximo passo, se não tiver disponível o que precisa, não souber o que precisa fazer, o que tem que comer, que horas, etc…

Todos nós temos 24 horas no dia e sete dias na semana. Precisamos “nos virar nos 30” e fazer o que precisa ser feito. Estando em casa durante o dia ou chegando somente à noite depois de trabalhar fora o dia todo, existem algumas coisas que você pode fazer para não ficar tão estressada e facilitar a rotina de todos em casa. Por isso eu trouxe esse post hoje, para dar dicas de como organizar a sua alimentação e melhorar a sua dieta.

1. MANTENHA UM PLANEJAMENTO

Sente e escreva em uma folha o que você precisa fazer para manter uma alimentação saudável. Esse exercício simples não demora mais que 5 minutos e te ajuda a ter mais clareza. Com essa lista em mãos, analise sua agenda, veja o que é possível ser feito: o melhor dia para fazer compras, preparar alimentos, fazer exercícios… organize seu tempo antes de qualquer coisa.

2. MONTE UM MENU SEMANAL

O menu semanal nada mais é do que um guia, um roteiro para o que você pretende fazer durante a semana. É organizar as refeições da semana (café da manhã, almoço, jantar, lanches) de acordo com os gostos e necessidades de cada um e cada família. É pra ser uma coisa prática, funcional e não querer inventar a roda aqui. Pode ser que você não consiga executar o plano 100%, mas ter um plano é fundamental, principalmente para os dias em que você chega cansado em casa e a última coisa que você quer fazer na vida é pensar no que vai preparar pra comer. Não vamos nos enganar, esses dias existem! A ideia do menu semanal é estar preparado para os piores dias, e te poupar de pensar no que você vai preparar – até porque nesses dias, só de pensar você já vai desistir. E se você não estiver preparado, vai comer qualquer coisa (que na maioria das vezes são péssimas pra sua saúde).

3. FAÇA UMA LISTA DE COMPRAS

Com o menu semanal em mãos, fica muito mais fácil saber o que realmente é necessário comprar no mercado. Ir ao supermercado com uma lista fechada do que você deve comprar ajuda a não sair pelos corredores pegando qualquer coisa e o pior, gastando dinheiro à toa com coisas que vão estragar ou te fazer mal. Sabe aquilo de fazer compra inteligente? Economiza tempo, dinheiro, não desperdiça alimentos e ainda por cima garante a saúde.

4. DEIXE AS REFEIÇÕES PRONTAS

Preparar marmitas (quentinhas pra quem é do Rio) significa economizar tempo. Além disso, você economiza muito mais do que se estivesse comendo fora todos os dias. Com o planejamento em mãos, fica mais fácil identificar quantas refeições você pretende fazer durante a semana, quais delas você pode transformar em marmita, e quanto tempo você tem disponível parar prepará-las. O segredo para não se perder e não cozinhar demais (ou faltar comida) é sempre colocar no papel. Procure sempre combinar uma porção de proteína (ovos, carne, peixe, frango, porco) com uma porção de carboidrato (abóbora, batata doce, beterraba, cenoura, inhame, cará, quiabo, vagem) e capriche na porção de salada fresca. Se estiver com o objetivo de emagrecer, opte pela proteína com uma porção de vegetais mais nutritivos (abobrinha, aspargos, brócolis, couve, couve-flor, jiló, palmito, pepino, etc) uma salada fresca que você faz no final de semana e deixa na geladeira por até três dias.

5. FACILITE O LANCHE DO DIA A DIA

Se você está começando a se organizar agora, invista nas castanhas! Castanha do Brasil, castanha de caju, amêndoas, macadâmias, pistache e etc, são excelentes opções prum lanche rápido. Outra dica legal são lascas da polpa do coco ou abacate. E a dica mais importante: parem de dizer que comem mal porque é mais prático. Se você chegou até aqui, já percebeu que com o planejamento em mãos (que você faz em 5 minutos), você consegue otimizar muito a sua rotina. Não confunda falta de organização com praticidade. Eu invisto muito nessa orientação e adoro pensar em milhares de ideias criativas para compor o plano alimentar dos meus pacientes. Existe uma infinidade de coisas que dá pra deixar pronto pra semana, desde biscoitinhos salgados até doces deliciosos. Escolha sua receita, faça seu plano e se organize pra semana.

6. TENHA SEMPRE OS SEUS INGREDIENTES PREFERIDOS

Uma das lições do Jamie (Oliver) que eu sempre me lembro é sobre a qualidade dos ingredientes. Em um dos seus livros, ele fala como é importante ter bons ingredientes, porque assim nenhuma comida preparada pode ficar ruim. Eleger seus ingredientes preferidos significa tê-los sempre em casa (são os nossos “básicos”) e da melhor qualidade possível. Os meus são os seguintes: azeite de oliva extra-virgem, creme de leite em lata, limão, alho, curry, ervas finas (alecrim, tomilho, salsa, manjerona), ovos, sardinha, manteiga e legumes congelados (cenoura, abobrinha e vagem). Enfim, esses ingredientes acima estão sempre por aqui e nos permitem transformar qualquer prato básico em algo extremamente saboroso e até com um gostinho diferente.

7. CURTA!

É bom ter as coisas no piloto automático, tudo planejado faz com que a gente se sinta mais seguro, gaste menos e aproveite mais. Mas se por acaso você descobrir uma receita nova, simples e rápida, por que não? Eu adoro cozinhar e, se você também gosta, sabe do que eu estou falando: é uma delícia descobrir sabores novos e aumentar o repertório. É claro que você pode instaurar sábado como o “dia da pizza”, mas será que estrogonofe toda segunda-feira terá o mesmo impacto? Será que não enjoa logo? Então procure variar as receitas o tanto que você puder. Por exemplo: se você faz ovos toda semana, varie o modo de preparo: omelete, mexido, cozido, frito, pochê. Se você faz espaguete toda semana, varie o molho: tomate, carbonara, branco, bolonhesa etc. Isso pode ser feito com todos os pratos, como arroz, purê, etc. Quem sabe você não acaba substituindo todo o menu atual, com o tempo?

Você planeja o menu semanal? Que dicas você pode dar para outras pessoas tão ocupadas quanto nós?

AGENDE SUA CONSULTA